Vesículas Extracelulares Podem Proteger o Coração Contra Danos da COVID-19

Uma equipe de pesquisadores alcançou um avanço significativo na busca por tratamentos para os danos cardíacos associados à COVID-19. Utilizando um modelo de “coração em um chip”, eles identificaram um possível mecanismo terapêutico promissor: vesículas extracelulares (EVs), pequenas bolhas liberadas pelas células.

Ao simular a infecção pelo vírus SARS-CoV-2 no modelo, os cientistas observaram uma forte resposta inflamatória no tecido cardíaco, resultando em miocardite. No entanto, quando as EVs, originárias das células dos vasos sanguíneos, foram introduzidas, ocorreu uma redução notável na inflamação. As EVs conseguiram interromper a infiltração das células de defesa no coração, restaurando a função cardíaca comprometida pela inflamação.

A análise revelou que as EVs continham microRNAs, moléculas capazes de regular a atividade genética, que desempenhavam um papel crucial na redução da inflamação cardíaca. Esses microRNAs parecem ter o poder de controlar os genes envolvidos na resposta inflamatória, oferecendo uma nova abordagem terapêutica para tratar a miocardite associada à COVID-19.

Além disso, as EVs demonstraram ter como alvo uma importante via inflamatória, conhecida como via TLR-NF-κB. Ao agir nessa via, as EVs conseguiram não apenas reduzir a inflamação, mas também proteger as células cardíacas contra danos, preservando sua função normal.

Essa descoberta oferece esperança para os pacientes com COVID-19 que sofrem de complicações cardíacas. Ela sugere que as EVs podem representar uma ferramenta terapêutica eficaz para proteger o coração e melhorar a saúde cardiovascular dos pacientes afetados pela doença.

Essa pesquisa pode abrir caminho para o desenvolvimento de novas terapias que visam mitigar os danos cardíacos causados pela COVID-19, potencialmente salvando vidas e melhorando os resultados para os pacientes em todo o mundo.

Este avanço notável foi documentado em um artigo recentemente publicado na revista Science, destacando sua importância e validação pela comunidade científica. Com essa pesquisa inovadora, os cientistas estão mais perto de desenvolver terapias eficazes para tratar os efeitos cardíacos graves da COVID-19, oferecendo esperança para milhões de pessoas em todo o mundo.

leia o artigo original emhttps://www.science.org/doi/10.1126/sciadv.adk0164

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img
spot_img

Hot Topics

Related Articles

Ir para a barra de ferramentas