Na busca por entender e prever os efeitos do aquecimento global no Árctico, pastores de renas indígenas e cientistas uniram forças para desvendar um fenómeno crucial que afecta tanto a vida selvagem quanto as comunidades locais. O acontecimento em questão é a formação de gelo na tundra, causada por eventos climáticos específicos, como chuva sobre a neve.

O ponto de partida para essa colaboração única foi o trágico evento de 2014 em Yar-Sale, na Península de Yamal, Sibéria Ocidental. Uma tempestade seguida de congelamento transformou a tundra em um escudo de gelo, impedindo que as renas acessassem o líquen, sua principal fonte de alimento. Dezenas de milhares de renas morreram de fome, destacando a necessidade de previsões mais precisas.

O proeminente pastor de renas, Vasily Serotetto, abordou os cientistas com um pedido crucial: prever quando eventos como esse poderiam ocorrer. A colaboração entre o conhecimento profundo dos pastores sobre os padrões climáticos locais e a análise científica de imagens de satélite começou, resultando em descobertas significativas.

A antropóloga linguística Roza Laptander, membro da equipe Arctic Rain on Snow Study (AROSS), ressalta a importância de unir conhecimentos ocidentais e indígenas. Segundo Laptander, o rápido aquecimento do Árctico está confundindo os métodos tradicionais de previsão dos pastores, tornando essencial a integração de ambos os tipos de conhecimento.

Os pastores de renas, com sua profunda compreensão do ambiente local, e os cientistas, com suas ferramentas analíticas avançadas, estão juntos explorando as complexidades dos eventos climáticos que levam à formação de gelo na tundra. No entanto, prever esses acontecimentos continua sendo um desafio, e os esforços foram prejudicados por desafios logísticos e geopolíticos recentes.

Apesar dos obstáculos, a colaboração entre pastores e cientistas está crescendo, proporcionando uma rede de compartilhamento de dados e conhecimentos que se estende por diferentes regiões do Árctico. Essa abordagem interdisciplinar e colaborativa visa não apenas compreender os eventos climáticos locais, mas também contribuir para uma compreensão mais ampla das mudanças climáticas globais.

Para mais informações https://www.sciencenews.org/article/reindeer-indigenous-herders-arctic-warming-rain-on-snow

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here