EUA precisa de Estratégia Nacional para Atrair Estudantes Internacionais

Uma pesquisa recente divulgada pela IDP, empresa especializada em colocação de estudantes internacionais, alertou para a falta de uma estratégia nacional nos Estados Unidos para coordenar o recrutamento e auxiliar os estudantes estrangeiros no processo de imigração. O estudo, intitulado “Pesquisa sobre uma Estratégia Nacional para a Educação Internacional nos EUA”, foi conduzido em consulta com várias organizações do sector de ensino superior internacional, incluindo a NAFSA: The Association of International Educators, a Aliança dos Presidentes para o Ensino Superior e Imigração, e a Coligação dos EUA para o Sucesso, entre outros.

Dos 400 profissionais que responderam à pesquisa, aproximadamente 75% estavam envolvidos na área de educação internacional. A maioria desses profissionais classificou os EUA em último lugar entre sete países líderes, em termos de ter uma estratégia bem-sucedida e coordenada para apoiar a educação internacional.

Mesmo entre os entrevistados que trabalham no sector privado ou em centros de ensino de língua inglesa, os Estados Unidos foram classificados em último lugar. A pesquisa também revelou que apenas 2% dos entrevistados que trabalham em organizações de aconselhamento sobre políticas de admissão ao ensino superior deram aos EUA uma classificação de quatro em sete.

Fanta Aw, diretora executiva da NAFSA, comentou sobre a situação, destacando a capacidade dos Estados Unidos em termos de seu sistema educacional no nível superior. No entanto, ela ressaltou que o país ainda não explorou completamente sua capacidade de atrair estudantes internacionais em comparação com outros destinos líderes. Aw enfatizou a importância de uma estratégia nacional para garantir que todas as principais organizações e agências governamentais estejam alinhadas.

A ausência de uma estratégia nacional nos EUA para estudantes internacionais não pode ser atribuída apenas à natureza federativa do país, já que a maioria dos países comparados na pesquisa também são federações. A pesquisa apontou que os EUA enfrentam desafios históricos e jurídicos interligados para estabelecer uma política nacional devido à resistência histórica dos americanos a projectos políticos nacionais.

Actualmente, o sistema de ensino superior nos EUA é altamente diversificado, abrangendo desde universidades privadas de elite até faculdades comunitárias. A pesquisa indicou que a maioria dos entrevistados deseja metas de matrícula determinadas por tipo de instituição, em vez de um valor único para todas as instituições. Além disso, a maioria dos entrevistados expressou a necessidade de modernizar as políticas de vistos F-1 e J-1, bem como expandir os vistos F-1 para permitir a “dupla intenção”.

A falta de uma estratégia nacional coordenada para atrair estudantes internacionais nos Estados Unidos levanta preocupações sobre a capacidade do país de competir efectivamente com outros destinos líderes em educação internacional. Enquanto a pesquisa destaca a complexidade e os desafios envolvidos na formulação de uma estratégia abrangente, também ressalta a necessidade urgente de acção para aproveitar todo o potencial económico e educacional da internacionalização do ensino superior.

Embora as barreiras históricas e jurídicas para a implementação de uma política nacional de educação internacional nos EUA sejam significativas, a pesquisa destaca a importância de superar esses obstáculos para garantir a competitividade global do país. Com a crescente demanda por uma força de trabalho globalmente qualificada e a importância da diversidade e da colaboração internacional no cenário académico e profissional, uma estratégia nacional robusta é essencial para posicionar os Estados Unidos como líder global em educação.

À medida que a comunidade internacional de educação continua a enfrentar desafios e oportunidades em meio a mudanças políticas, económicas e sociais, é crucial que os Estados Unidos desenvolvam e implementem políticas e práticas que promovam a inclusão, a excelência académica e a inovação. Uma estratégia nacional para a educação internacional pode desempenhar um papel fundamental na criação de um ambiente acolhedor e receptivo para estudantes internacionais, ao mesmo tempo em que impulsiona o crescimento económico e fortalece a posição do país como líder global em educação e pesquisa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img
spot_img

Hot Topics

Related Articles

Ir para a barra de ferramentas