Presidente João Lourenço inaugura Centro de Ciência de Luanda

Post date:

Author:

Category:

Luanda – O Presidente da República, João Lourenço, realizou a inauguração oficial do Centro de Ciência de Luanda (CCL) nesta quarta-feira, numa cerimónia que contou com a distinta presença do Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada.

Acompanhado da Primeira Dama, Ana Dias Lourenço, o Presidente explorou minuciosamente o CCL durante três horas. Localizado na baixa de Luanda, o centro, resultado da transformação da antiga Fábrica de Sabão de Luanda, abriga uma combinação única de cultura e ciência, apresentando várias exposições interactivas, um planetário e um auditório equipado com uma tela gigante para a projecção de filmes e documentários com efeitos visuais.

O CCL visa ser um espaço de aprendizagem e entretenimento para todas as faixas etárias, com especial enfoque em estudantes e pesquisadores. O objectivo principal é elevar a cultura científica da população, em particular de crianças e jovens, através da difusão massiva do conhecimento científico e tecnológico.

Durante o mês de Janeiro, diversas instituições foram convidadas a visitar gratuitamente as exposições, em grupos de até 30 indivíduos cada. Em Fevereiro, o CCL iniciará o regime normal de funcionamento, permitindo o acesso às exposições e outras atracções mediante a compra de bilhetes.

A presença do Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe na inauguração reforça os laços de cooperação e interesse mútuo entre os países, destacando a importância do CCL não apenas a nível nacional, mas também regional.

O Centro de Ciência de Luanda representa um marco significativo na promoção da educação científica e cultural, proporcionando uma experiência envolvente e educativa para todos os que o visitam.

Ao ser questionado sobre as políticas e estratégias para garantir a manutenção do equipamento e das instalações, o Presidente destacou a necessidade de assegurar verbas e preparar pessoal capacitado. Lourenço enfatizou que, além de concluir projectos, é crucial garantir a continuidade com a qualidade necessária, dada a magnitude do investimento realizado.

Numa entrevista à TPA, o Presidente revelou que a ideia inicial era conceber o local como um museu, mas ao longo do processo, transformou-se num Centro Tecnológico Interactivo. Ele expressou sua preferência por centros de ciência, que oferecem uma experiência mais dinâmica e participativa aos visitantes. Destacou que o Centro proporciona oportunidades práticas, permitindo que os jovens se envolvam directamente em processos educativos, como a produção de sabão, evidenciando a importância de despertar a curiosidade e inteligência desde cedo.

Quando questionado sobre a possibilidade de abrir centros semelhantes em outras regiões do país, o Presidente João Lourenço enfatizou a intenção de não espalhar centros dessa envergadura pelo país. Em vez disso, o foco será criar condições para que um grande número de cidadãos, especialmente jovens alunos, possam ocasionalmente visitar o Centro de Ciência de Luanda. Ele anunciou que a direcção do Centro estabelecerá parcerias com diversas instituições, não apenas educacionais, para garantir que o maior número possível de jovens em todo o país tenha a oportunidade de vivenciar essa experiência educativa única.

O Centro de Ciência de Luanda representa, assim, não apenas um espaço físico para a promoção do conhecimento científico, mas também uma plataforma iterativa que busca envolver e inspirar jovens em todo o país.

STAY CONNECTED

0FansLike
3,888FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

INSTAGRAM

Ir para a barra de ferramentas