O cenário das principais economias mundiais em 2075 promete apresentar algumas mudanças significativas em relação ao panorama actual. Com base nas tendências actuais, é possível fazer projecções completamente diferentes. De acordo com o Goldman Sachs , é previsto que tanto a China quanto a Índia superem os Estados Unidos em termos de poder económico. Esse fenómeno pode ser atribuído ao crescimento constante desses países e às reformas estruturais que estão sendo implementadas para impulsionar seu desenvolvimento económico.

O Destaque para a Índia

Entre os países mencionados, o Goldman Sachs concentra suas análises na Índia, que terá a maior transformação no ranking. Em 2023, a Índia se tornou o país mais populoso do mundo, ultrapassando a China, com quase 1,5 bilhão de habitantes, tornando-se uma força imensa que atende principalmente à sua demanda interna.

“Nas próximas duas décadas, a Índia terá uma das menores taxas de dependência entre as economias regionais”, afirma Santanu Sengupta, economista do Goldman Sachs.

“Portanto, este é realmente o momento para a Índia investir na construção de capacidade de fabricação, enquanto continua a impulsionar os sectores de serviços e o crescimento da infra-estrutura.”

A Índia pode aproveitar sua infra-estrutura e sua vasta população para alcançar esse objectivo.

“A transição demográfica na Índia está ocorrendo de maneira mais gradual e ao longo de um período mais extenso em comparação com o restante da Ásia, principalmente devido a uma redução mais gradual nas taxas de mortalidade e natalidade na Índia em comparação com o resto da Ásia.”

Focar no aumento da produção, juntamente com a criação de empregos, é uma maneira de atender às expectativas das previsões e solidificar seu papel entre as maiores economias do mundo em 2075.

“Se houver mais oportunidades, especialmente para as mulheres, visto que a participação feminina na força de trabalho é significativamente menor do que a dos homens, a Índia pode fortalecer sua força de trabalho, o que pode impulsionar ainda mais seu potencial de crescimento”, explica o especialista.

As Principais Economias do Mundo em 2075

1. China

A economia chinesa experimentou um crescimento surpreendente nas últimas décadas, com previsões do banco JP Morgan indicando que a China deixará a segunda posição e se tornará a maior economia do mundo, ultrapassando seu grande rival, os Estados Unidos.

2. Índia

Actualmente, a Índia é a sétima maior economia do mundo, com uma economia aproximadamente cinco vezes menor do que a da China, que ocupa o segundo lugar.

A Índia, um país emergente com um perfil económico semelhante ao do Brasil, tem recebido investimentos significativos em ciência, tecnologia e infra-estrutura, factores importantes para seu avanço como uma potência global.

“Considerando os sólidos balanços patrimoniais de empresas e bancos privados na Índia, acreditamos que as condições são favoráveis para um ciclo de investimentos no sector privado”, destaca Sengupta.

Até 2075, a Índia ocupará o segundo lugar entre as maiores economias do mundo.

3. Estados Unidos

Os Estados Unidos, actualmente a maior economia do mundo, permanecerão uma potência económica de destaque na década de 2070, mas não na mesma posição de hoje. A China está prestes a superá-los, e as projecções do Goldman Sachs indicam que os EUA também serão superados pela Índia.

4. Zona do Euro

Historicamente, a Europa foi uma potência económica significativa, mas após a Segunda Guerra Mundial, perdeu parte desse status. A zona do Euro, no entanto, mantém uma força económica considerável, e isso deve continuar nas próximas décadas.

5. Japão

O Japão detém actualmente a terceira maior economia do mundo. Durante a segunda metade do século XX, chegou a ocupar a segunda posição, cedendo o lugar para a China em 2011.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here