A História Curiosa das Barbas e dos Bigodes

Barbas e bigodes têm uma história que vai além da estética facial, influenciando e sendo influenciados por normas sociais, políticas e até crenças médicas ao longo dos séculos.

Ao longo de mais de dois milénios, a atitude em relação ao pelo facial masculino evoluiu, reflectindo as mudanças nas sociedades. Antes de movimentos modernos, como o No-Shave November, tornarem-se populares para conscientização sobre o câncer, até mesmo figuras históricas como Alexandre, o Grande, influenciaram as tendências ao ordenar que seus soldados se barbeassem antes da batalha.

O historiador Christopher Oldstone-Moore explora essa relação profunda entre pelo facial e identidade masculina em sua obra “Of Beards and Men”. Antes da época de Alexandre, os homens na antiguidade geralmente preferiam barbas, mas a prática de se barbear remonta a tempos ainda mais antigos, com sumérios e egípcios usando lâminas de cobre ou bronze.

A barba, porém, não foi apenas um símbolo de virilidade masculina. A faraó Hatshepsut(uma rainha-faraó do Antigo Egipto que reinou entre 1473 e 1458 a.C.) usou uma barba artificial, seguindo tradições estilísticas egípcias, e até mesmo Shakespeare frequentemente mencionava barbas em suas peças, destacando sua importância na sociedade da época.

Além disso, o pelo facial masculino foi alvo de crenças médicas peculiares. Durante a Renascença, acreditava-se que o crescimento da barba estava ligado à produção de sémen, uma ideia derivada das teorias de calor vital dos cientistas gregos clássicos. No século XIX, teorias sugeriam que barbas e bigodes poderiam abrigar micróbios prejudiciais à saúde.

Normas de trabalho e decisões judiciais nos EUA no século XX enfatizaram a importância de fazer a barba como sinal de profissionalismo. Contudo, a virada do milénio trouxe uma mudança, com uma aceitação crescente do pelo facial no local de trabalho.

Actualmente, com a liberdade facial em ascensão, os homens adoptam diversas abordagens para cuidar de suas barbas. As análises de mercado indicam uma mudança nas tendências, com homens investindo mais em aparadores eléctricos do que em lâminas. Essa evolução reflecte não apenas as mudanças nas preferências de estilo, mas também a transformação contínua dos significados das barbas e bigodes na sociedade contemporânea.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img
spot_img

Hot Topics

Related Articles

Ir para a barra de ferramentas