Início Normas para apresentação e publicação de artigos

Normas para apresentação e publicação de artigos

Mapa
I. Envio de propostas de textos para publicação na revista
II. Processo de apreciação e decisão sobre publicação dos artigos propostos
III. Notas de leitura, recensões, revisões críticas e espaço virtual
IV. Direitos de publicação e distribuição
V. Normas para apresentação dos textos
VI. Preparação do texto
Topo da página
Notas da redacção
Normas em vigor a partir de 10.01.2023

Assinalar este documento
I. Envio de propostas de textos para publicação na revista
1. O Jornal da Cıencıa, editada pelo Instituto Angolano para o Desenvolvimento Científico (IAPDC, publica textos originais que possam contribuir para enriquecer a investigação científica transdisciplinar da realidade social, nacional e internacional, para promover de modo aprofundado a reflexão e a discussão sobre os instrumentos dessa mesma investigação e para divulgar informação e conhecimento no âmbito das ciências sociais e das humanidades.

2. O Jornal da Cıencıa publica volumes organizados pelo Conselho de Redacção (números não temáticos) ou por organizadores/as convidados/as, a quem cabe a responsabilidade de preparar números de orientação temática, em cooperação com o Conselho de Redacção. Em ambos os casos, embora possam ser Enviados convites a autores/as para envio de propostas de artigos, todos os textos propostos para publicação devem seguir as normas constantes deste documento e serão objecto dos processos de apreciação e decisão abaixo descritos.

3. Os textos enviados ao Jornal da Cıencıa devem ser inéditos e da autoria de quem os apresenta. Os textos têm de identificar claramente a fonte de todos os elementos (como excertos de texto, imagens, tabelas de dados, etc.) que não sejam originais, explicitando quando necessário as autorizações obtidas dos/das respetivas/as proprietários/as e/ou autores/as. Neste último caso, quando os artigos incluírem elementos protegidos por direitos de propriedade intelectual, a obtenção da respectiva autorização é da única e exclusiva responsabilidade dos/das proponentes dos artigos.

4. Os/as autores/as que apresentem um texto ao Jornal da Cıencıa comprometem-se a que o trabalho apresentado não foi objecto de qualquer outro tipo de publicação (em versão em papel ou electrónica, em Angola ou no estrangeiro, em português ou em qualquer outra língua), nem esteja a ser proposto em simultâneo a qualquer outra publicação (cf. a este respeito a “Declaração de ética e boas práticas na publicação”, disponível em https://journals.openedition.org/rccs/5760). Todos os textos submetidos passam por um software de detecção de plágio.

Embora seja política editorial do Jornal da Cıencıa publicar artigos inéditos, o Conselho de Redacção pode, a título excepcional, decidir publicar um artigo não inédito tendo em conta a sua relevância e oportunidade científica e intelectual. Neste caso a publicação ficará sempre dependente da obtenção de autorização junto dos/dos detentores/as dos direitos de propriedade intelectual.
6. Os artigos podem ser enviados em português, inglês ou espanhol e serão publicados numa destas três línguas. A clareza do texto e a qualidade da escrita, mesmo no caso de artigos em língua estrangeira, são condição essencial de publicação.

7. Não há nenhum custo associado à submissão, ao processamento ou à publicação de textos.

II. Processo de apreciação e decisão sobre publicação dos artigos propostos
1. O Conselho de Redacção reserva-se o direito de publicar ou não os trabalhos recebidos, comprometendo-se a informar os/as autores/as, num prazo razoável, da decisão a que tenha chegado. Essa decisão é apoiada num processo de apreciação dos artigos baseado num sistema de avaliação por pares, realizado em duas etapas sucessivas:

a) uma apreciação inicial por parte do Conselho de Redacção, que decide sobre a passagem ou não dos artigos à fase subsequente de apreciação por parte de avaliadores/as anónimos/as; esta decisão é tomada ponderando, por um lado, critérios de pertinência, interesse e qualidade, definidos em consonância com a política editorial da revista, e, por outro lado, a conformidade dos artigos com as normas de apresentação de textos constantes deste documento;

b) uma apreciação pormenorizada dos artigos seleccionados na primeira etapa por avaliadores/as anónimos/as num sistema de double-blind peer review, através do qual são pedidos pareceres que fundamentarão a decisão final quanto à publicação ou não dos artigos em questão.

2. O Conselho de Redacção pode sugerir aos/às autores/as, a revisão dos artigos propostos, mediante as indicações constantes dos pareceres recebidos, e condicionar a sua publicação a uma nova apreciação das versões revistas.

3. Nos casos dos artigos que passaram à segunda etapa de apreciação e que não são aceites para publicação,ao Jornal da Cıencıa comunica aos/às autores/as, as razões dessa decisão, podendo juntar os pareceres de que foram objecto.

4. Os textos publicados são da responsabilidade dos/das respetivas/as autores/as.

III. Notas de leitura, recensões, revisões críticas e espaço virtual
Para além de artigos,o Jornal da Cıencıa publica igualmente textos com comentários críticos de livros e de páginas electrónicas com interesse científico. As propostas para estas secções do Jornal, devem obedecer a um dos formatos descritos abaixo.

1. Notas de leitura

As notas de leitura devem referir-se a obras publicadas nos 12 meses anteriores e podem ser enviadas em português, espanhol ou inglês. Os textos devem ser curtos (máximo de 4000 caracteres com espaços), contendo:

a) indicação bibliográfica completa;

b) breve menção do conteúdo, com indicação dos tópicos fundamentais do índice e, eventualmente, citação de um passo especialmente significativo quanto ao escopo da obra;

c) brevíssima apreciação valorativa, sintetizando as razões da chamada de atenção para o título em questão.

2. Recensões

As recensões podem ser enviadas em português, espanhol ou inglês e referir-se a obras saídas nos 24 meses anteriores. Os textos devem ter um máximo de 8000 caracteres com espaços, contendo:

a) indicação bibliográfica completa;

b) resumo dos aspectos principais da obra; contextualização no percurso global do/da autor/a e enquadramento breve no âmbito do estado da arte quanto ao tema; citação de alguns passos especialmente significativos;

c) apreciação valorativa, salientando o contributo de novidade (ou criticando a ausência dele), as pistas para a investigação futura, as interrogações em aberto, etc.

3. Revisões críticas (Review essays)

As revisões críticas podem ser enviadas em português, espanhol ou inglês e devem referir-se a um conjunto de obras (do/da mesmo/a autor/a ou sobre o mesmo tema, etc.), tomando como pretexto uma publicação ou conjunto de publicações saída(s) nos 24 meses anteriores. Excepcionalmente podem reportar-se a obras não recentes, desde que haja razões de actualidade que justifiquem a sua revisão crítica (por exemplo, uma tradução portuguesa de obras “clássicas” que suscite uma discussão em profundidade). Os textos podem ter no máximo 20 000 caracteres com espaços, contendo:

a) indicação bibliográfica completa de todas as obras discutidas;

b) tratamento aprofundado do estado da arte em relação ao(s) tópicos(s) envolvido(s), com clara enunciação da sua relevância e discussão circunstanciada dos contributos considerados;

c) contributo pessoal do/da autor/a do ensaio/síntese crítica, para a clarificação de aspectos envolvidos, para a proposta de vias alternativas, etc.

4. Espaço Virtual

O espaço virtual corresponde a uma apresentação crítica de uma página electrónica cujo conteúdo seja relevante para o conhecimento ou o debate em torno de um tema, ou uma área de investigação. Os textos só podem ser enviados em português, devem ter no máximo 5000 caracteres com espaços e apresentar a página electrónica em questão, destacando o seu tema, a sua utilidade, novidade e pertinência a partir de uma perspectiva crítica, incluindo vantagens e/ou desvantagens da consulta da mesma.

IV. Direitos de publicação e distribuição
1. Os/as autores/as dos textos publicadosno Jornal da Cıencıa autorizam a transferência dos direitos de edição, publicação, distribuição, reprodução e comercialização (incluindo todos os elementos que possam conter, como fotografias, desenhos, tabelas, ficheiros de dados, etc.) para a RCCS. A autorização abrange a edição, publicação, distribuição, reprodução e comercialização dos textos nos suportes em papel e electrónico, incluindo-se neste último caso a difusão através de plataformas de distribuição e/ou comercialização de artigos online com as quais a RCCS estabeleça acordos. Todos os conteúdos do Jornal da Cıencıa são actualmente publicados online ao abrigo de uma licença Creative Commons Atribuição CC BY.

2. Cabe ao Jornal da Cıencıa decidir a tiragem da revista.

3. Os/as autores/as autorizam ainda a tradução do resumo e das palavras-chave do artigo a publicar no Jornal da Cıencıa, no caso de não terem procedido ao seu envio.

4. A transferência dos direitos referidos acima é feita a título gratuito, não cabendo à RCCS outra retribuição para além da oferta aos/às autores/as de um exemplar do número da revista em que o seu texto tenha sido publicado, bem como uma cópia desse texto em suporte eletrónico (formato PDF).

5. No caso de os/as autores/as pretenderem republicar um artigo aceite para publicação no Jornal da Cıencıa, no todo ou em parte, é obrigatória a referência explícita à publicação original no Jornal da Cıencıa, tal como definido pela licença Creative Commons Atribuição CC BY.