Início Saúde e Bem Estar Os benefícios dos alimentos ricos em vitamina A,B,C e D

Os benefícios dos alimentos ricos em vitamina A,B,C e D

85
0

Sabemos que para consumirmos alimentos ricos em vitamina A à D, uma dieta saudável e variada é um dos componentes mais importantes para uma melhor qualidade de vida.

No entanto, poucas pessoas sabem o que deve ser consumido e em que proporções. A maioria dos indivíduos tem a possibilidade de comer a porção certa de nutrientes necessários para um óptimo desempenho diário, sem necessidade de suplementos.

Saiba mais:

Chocolate : Os benefícios para os estudantes


As vitaminas têm o potencial de proporcionar uma sequência de benefícios ao organismo, mas, em contrapartida, o excesso delas podem ser prejudiciais para o organismo. Ver as outras características de cada um:

Alimentos ricos em vitamina A

Healthy balanced food background. Foods rich in vitamin A. Turkey liver, vegetables, fresh fish, butter and cheese. Top view, flat lay

A vitamina A está envolvida na construção de tecidos e está também relacionada com o sistema de protecção do corpo e com o estado das perspectivas.

Os principais exemplos de alimentos ricos neste nutriente são: fígado, gema de ovo e óleos de peixes. Em segunda camada aparecem: batatas doces, cenouras, mangas, espinafres e couves. Uma deficiência deste nutriente no organismo leva a uma deficiência visual e ao subsequente desenvolvimento de infecções.

Todos no planeta necessitam de vitamina A no organismo, mas certos grupos populacionais, devido às propriedades da fase da vida em que se encontram, requerem uma atenção especial, tais como crianças com ingestão alimentar complementar e mães que amamentam.

O leite materno dá a proporção de vitamina A que os bebés necessitam durante os primeiros 6 meses de vida, uma vez que é dado de uma única forma, ou seja, uma vez que o bebé recebe apenas leite materno, sem qualquer outro alimento, chá ou água.

Posteriormente, o consumo alimentar adicional deve ser complementado, sempre que possível, com frutos e alimentos ricos em vitamina A, que com o leite materno, fornecem a porção elementar de vitamina A.

O consumo ideal desta vitamina é metade de uma cenoura inteira. Se consumida em excesso, a vitamina A pode causar intoxicação hepática, mas se for consumida em alimentos tais como abóbora e cenouras, a ingestão pode ser uma boa porção.

Vitaminas do complexo B
As doze vitaminas que compõem o complexo B regulam a circulação sanguínea e ajudam na formação do sangue. Estas vitaminas são responsáveis por influenciar a actividade e o desempenho do cérebro. Podem ser encontrados em alimentos tais como arroz, vegetais, carne de porco, aves, cereais e grãos.

A carência de vitaminas B influencia dores de cabeça, náuseas, fadiga e depressão. No entanto, é necessária uma ingestão equilibrada destes alimentos para evitar estes problemas.

Alimentos ricos em vitamina C
A vitamina C tem uma função antioxidante, ajuda na cicatrização de feridas físicas, ajuda na absorção do ferro, o que é muito importante para o sistema imunitário.

Esta vitamina é encontrada em alimentos como frutas cítricas, alface, espinafres, agriões e tomates.

A deficiência de vitamina C pode levar a constipações constantes (resfriados), anemia, varizes, problemas de cicatrização e gengivas sensíveis.

Alimentos ricos em vitamina D
A vitamina D é essencial para a formação óssea, metabolismo do cálcio e fortalecimento do sistema imunitário.

A deficiência em vitamina D impede o desenvolvimento de doenças auto imunes, tais como esclerose múltipla, artrite reumatóide e diabete mellitus, insulino-dependente. Pode ser encontrado em peixe, iogurte, gema de ovo e cogumelos, mesmo em pequenas porções.

A forma mais eficaz de obter vitamina D é expor-se à luz solar durante pelo menos 15 minutos por dia.

É, portanto essencial que observe a sua dieta e tente obter a quantidade certa de vitaminas e minerais. Este cálculo da quantia ideal de nutrientes é essencial para a melhor gestão das suas ocupações diárias e para o melhor estado da sua saúde. Se precisar de ajuda com este cálculo, consulte um nutricionista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here