Em tempos onde a educação no Brasil está em xeque-mate, a criação de uma metodologia inovadora e empreendedora vem chamando atenção pelo sucesso alcançado com mais de 350 crianças e adolescentes do Parque das Gameleiras, na cidade de Uberaba/Minas Gerais-Brasil.

Esse Sistema Inteligente de Ensino é chamado Escola do Avesso e foi indicado pela UNESCO, para concorrer com diversos países, pelo Programa “Handan Prize” 2017 e 2018, como uma metodologia original, inovadora, moderna e transformadora. A Escola do Avesso atende crianças e adolescentes no contra turno escolar, potencializando as ações pedagógicas por meio de atividades, desenvolvimento de projetos e apresentação de ideias.

Localizada em uma comunidade no Brasil, a Escola do Avesso (www.escoladoavesso.com.br),
existe desde 2002 e está sendo aplicada dentro da ONG Projeto dos Meninos e Meninas.
O Projeto dos Meninos e Meninas é uma Organização não Governamental, mantida por meio de projetos, apoiadores, bem feitores e empresas que patrocinam alimentação,
esporte e lazer para crianças e adolescentes, de 7 a 22 anos, de segunda a sexta-feira.

Foi através das boas ações e visão empreendedora de Marco Cury que hoje a Escola do Avesso existe. Biólogo por formação e com especialização em gestão empresarial, em Marketing e Estratégia de Mercado e pós-graduação em Direitos humanos, Marco Cury, em 1991, a convite de
uma grande construtora foi trabalhar na África e ao retornar para o Brasil, foi convidado por três irmãs dominicanas: Anita, França e Terezinha para participar do desenvolvimento do Projeto dos Meninos e Meninas no Parque das Gameleiras.

“Defendemos a ideia de que a ética, a responsabilidade, o compromisso com a escola, com a família e com a sociedade é algo que se pode aprender. São nossas escolhas que constroem o nosso presente e consequentemente o nosso futuro e foi com esse propósito que nasceu a Metodologia Escola do Avesso.” explica o diretor e fundador da Escola do Avesso, Marco Cury.

Trabalha a aprendizagem científica, o comportamento humano, a inteligência emocional, a pro atividade e a liderança. Neste ano de 2018, o Sistema de Ensino Escola do Avesso foi aprovado pelo CNPq e chancelado pelo MEC, como Projeto de Extensão, em parceria com a UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro), fazendo parte também do Programa Institucional Atividades Complementares da Universidade de Uberaba (UNIUBE), conhecido como PIAC.

A proposta educacional “Escola do Avesso” desenvolve e apresenta uma nova prática de ensino-aprendizagem, por meio de três programas: “Programa Jovem Mestre”, “Programa Infanto-Zoo” e “Programa Jovem Aprendiz’. Através do programa Jovem Mestre, a aprendizagem e o conhecimento transformam-se em Ensino assumindo o lema de que: “Quem ensina, aprende mais!”.

o processo de desenvolvimento humano realizado, existe um programa chamado Infanto-Zoo. Neste Programa, todos os Jovens Mestres participam de grupos nomeados por: jacaré, tigre, leão, cobra, arara-azul, beija- flor e outros. Para os participantes essa dinâmica é muito divertida e estimula o exercício do trabalho em equipe e respeito entre todos. Cada grupo tem o seu patrocinador coordenador e seu vice e, todos os conflitos internos são tratados e resolvidos pelos grupos, sem a interferência de adultos.

Para os maiores de 14 anos, a Escola do Avesso promove o Desenvolvimento profissional com foco no encaminhamento para várias empresas de Uberaba, por meio do Programa Jovem Aprendiz.

Módulos temáticos: (O Eu, autoconhecimento, Sociedade e Filosofia, Cultura e Etnias, Minha Terra, Educação Escolar e Científica, Infância e Adolescência, Maturidade e Velhice, Meio ambiente e o Planeta, Saúde Física, Mental e Espiritual).

Tecnologias de apoio aos Módulos: (Apoio a letra e a Escrita, Cultura, Arte e Espiritualidade, Saúde, Esporte e Lazer, Movimento Alerta Juventude, Formando Cidadãos, Formando Cientistas, Comunicação e Tecnologia da Informação e Idiomas);

Projetos de Apoio às Tecnologias (Jornada Científica, Hora do Conto, Hora do Vôo, Tecnologia Pesquisa e Inovação, Sarau de poesia, Viagem das Letras, Vivendo a leitura e “A Roda”), além de atividades físicas.

Na Escola do Avesso não tem professor e sim, mentores. Não tem alunos e sim, Jovens Mestres. Quem desenvolve e constroem todas as atividades são as crianças e os adolescentes. Todos, são estimulados a construir temas e assuntos dentro de áreas do conhecimento. A partir desta etapa, são realizadas as imersões, que é o processo de pesquisa, estudos e aprofundamento dos temas. O desenvolvimento, aplicação, discussão e avaliação é o ponto culminante das Jornada. “Nós sabemos que no mundo muita coisa evoluiu: os carros, os celulares, a tecnologia e a proposta de Ensino Escola do Avesso, foi desenvolvida para contribuir com a melhoria da qualidade da educação e da inclusão social, potencializando ações pedagógicas, promovendo efetivamente o desenvolvimento Educacional/Científico e Humano/Emocional de crianças e de adolescentes,” conclui Marco Cury.

1 COMENTÁRIO

  1. Tenho uma adolescente de 14 anos e uma de 9 anos em investigação de defcit de aprendizagem ,queria ver se posso colocar elas aí ,quais cursos vcs oferecem para as adolescentes e pras crianças q estudam no vespertino ,tem q fazer no matutino ? Oq é necessário pra se matricular eles ,?

Comments are closed.