UMA ORIGEM AFRICANA DA FILOSOFIA: mito ou realidade?

Existe uma crença comum entre os brancos de que a filosofia se origina com os gregos. A ideia é tão comum que quase todos os livros sobre filosofia começam com os gregos, como se eles precedessem todos os outros povos quando se trata da discussão dos conceitos de beleza, arte, números, escultura, medicina e organização social. Na verdade, esse dogma...

Queremos uma polícia cidadã!

Como mais vale tarde que nunca, foi bom ouvirmos o Comandante-geral da Polícia Nacional desculpar-se pela violência policial, junto das vítimas e dos familiares daqueles que pereceram às mãos de quem os devia proteger. Mas não basta pedir desculpa e abrir inquéritos, é preciso responsabilizar as chefias pelos desmandos dos agentes. Desde Março último, altura em que começaram as restrições devido...

Hino Nacional Milionário: Músicos mixeiros dão carga ao sofrimento dos angolanos

Quando se fala do Hino nacional de Angola, obviamente, vem logo no nosso imaginário o "Angola Avante". Aliás, é um dos principais símbolos nacionais, e sem medo de errar, o mais conhecido (pelo menos a sua instrumentalização). Trata-se de uma relíquia, adoptada pelos angolanos em 1975, escrita por Manuel Rui Monteiro e a composição coube à Rui Mingas. Uma...

CASO “500 MILHÕES”: O QUE É UM CASO JULGADO – À LUZ DO DIREITO?

Ponto Prévio: apraz-me inicialmente evidenciar - que não redijo esta reflexão para os "sabidos em ciências jurídicas", não. Escrevo sim para o vasto universo dos meus leitores (muitos deles sem noção básica sobre o Direito...). Porém, seria muito normal - caso seja lido por Técnicos de Direito ou meros estudantes da referida área do saber científico. 1. Como é do...

CONCEPÇÃO DAS AUTARQUIAS COMO CULTURA EM ANGOLA: um exercício de análise ontológica

Quando em Angola o assunto no campo prático e científico é autarquia, é imperioso e prudente a priori refletirmos a ideia de Daniel Bell, que Fernando Faria emprestou-lhe para prefaciar a obra de Miguel Bembe «Da Coexistência entre o Estado e o Poder Local em Angola: interesses, conflitos e consensos».Ora, embora o conceito de Estado-Nação em Angola seja um...

Será a antropologia a ciência das escavações?

Até hoje houve-se de várias formas pela voz do leigo que a antropologia é ciência das escavações, de jazigo, dos mortos e ossadas. Por acaso o caro leitor já ouviu falar da antropologia urbana? Com a antropologia aprendemos que não há um ideal de sociedade, de pessoa, de pensamento, e ideal de grupo, em fim não existe um protótipo de...

O genocídio no Ruanda e a intervenção inútil das Nações Unidas

O Ruanda é um país situado na África Oriental, na Região dos Grandes Lagos. Limita-se a oeste com a República Democrática do Congo, ao norte com Uganda, e a sul com o Burundi. Possui uma população de 10,9 milhões de habitantes numa área total de aproximadamente 26.338 km2 (Paulo Zocchi, 2012, p.579). No período de Abril a Junho de 1994,...

APÓS O CORONAVÍRUS, OS ORÇAMENTOS DA SAÚDE SERÃO MAIORES?

Um pouco por todo o Mundo, a epidemia do Covid-19 mostrou que os orçamentos que os Estados têm proporcionado à Saúde têm sido demasiado pequenos. Em Angola, antes do COVID, os pacientes tinham de levar seringas, agulhas, soros, etc. para os Hospitais estatais, tal era a pequenez da verba que os Hospitais e Centros de Saúde recebiam. Face às dificuldades...

A IGREJA COMO MERCADO, DEUS COMO MERCADORIA: Uma reflexão em torno da proliferação de igrejas em Angola.

A proliferação do MERCADO RELIGIOSO em Angola é um fenómeno que deve merecer uma atenção especial de todos. Temos vindo a assistir certas igrejas e seitas religiosas cujas acções são puras manobras de esconder ACTIVIDADE ECONÓMICA no CRISTO. As constantes crises verificadas nas igrejas em Angola, provocadas pela ganância, mostram-nos, de uma forma clara, que certas igrejas são um verdadeiro...

O RISCO DO RETORNO DAS AULAS EM ANGOLA EM PLENA A PANDEMIA.

O coronavírus é uma pandemia que surgiu na China e que se espalhou pelo mundo de forma rápida. No princípio não se sabia muito bem como ele era, como ele agia e que tinha um índice muito alto de letalidade. Exactamente por isso é que uma boa partes dos países foram pego de surpresa e por esta razão não...