Home Saúde e Bem Estar Estudo revela influência da alimentação na recuperação de uma gripe

Estudo revela influência da alimentação na recuperação de uma gripe

Pesquisadores deram duas dietas diferentes a ratos. Enquanto um grupo morreu, o outro inteiro se recuperou. Entenda.

14
0

Nos últimos anos, aumentaram as evidências de que a dieta desempenha um papel importante na recuperação de doenças. No caso da Covid-19, doença que pode trazer perdas de nutrientes, é essencial buscar uma alimentação saudável que compense essa falta.

Pesquisadores da Universidade de Sydney estavam estudando como mamíferos, mais especificamente ratos, lutavam contra outro tipo de vírus, o da influenza. Eles descobriram que os ratinhos são mais propensos a sobreviver à gripe se tiverem dieta à base de grãos em vez de alimentos processados – e a diferença é considerável.

RELACIONADAS
Ratos brincam de esconde-esconde por diversão
Cientistas implantam neurônios humanos em ratos
Exercício após vacina aumenta a produção de anticorpos, indica estudo
Na pesquisa, eles alimentaram dois grupos de ratos de laboratório com refeições em teoria similares em valores nutricionais e que seriam, portanto, improváveis ​​de impactarem na recuperação da doença. Um grupo ganhou uma dieta composta principalmente de grãos, enquanto o outro recebeu alimentos altamente processados.

Em seguida, ambos os grupos foram infectados com o vírus da gripe. Os cientistas mantiveram a mesma dieta que os roedores tinham antes de ficarem doentes.

Em estudos anteriores, a dieta apresentava pouca diferença na saúde ou comportamento de ratos que não estavam lutando contra infecções – o que não era o caso aqui.

Uma vez infectados com o vírus, todos os ratos da dieta altamente processada morreram. Por outro lado, todos os membros do grupo alimentado com grãos sobreviveram.

A diferença entre os dois grupos não tem a ver com a resposta do sistema imunológico, e sim com problemas na recuperação. Aqueles alimentados com a dieta altamente processada não conseguiram recuperar o peso perdido com a doença. Já os que comeram grãos começaram a recuperar o peso dentro de dez dias após a infecção inicial.

Na dieta altamente processada, os ratos perdiam o apetite e comiam menos do que na dos grãos. Por consequência, acabavam recebendo menos nutrientes, diminuindo suas chances de sobrevivência.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here