Início Ensino Superior INAAREES apresenta manuais de avaliação e acreditação do ensino superior 

INAAREES apresenta manuais de avaliação e acreditação do ensino superior 

6
0

Os manuais são o Guião de Auto-Avaliação de Instituições de Ensino Superior e de Cursos e/ou Programas, o Manual de Avaliação Externa de Instituições de Ensino Superior, o Manual de Avaliação Externa de Cursos e/ou Programas e o Manual de Procedimentos de Acreditação de Instituições de Ensino Superior e de Cursos e/ou Programas.

A cerimónia teve como objectivo divulgar e partilhar com as Instituições de Ensino Superior (IES), a comunidade científica e académica, bem como a sociedade em geral, os documentos e destacar a sua utilidade para o fortalecimento do Sistema Nacional de Garantia da Qualidade do Ensino Superior em Angola.

Segundo a titular do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), Maria do Rosário Sambo, a avaliação externa tem como objectivo verificar e analisar a qualidade do desempenho das IES, bem como dos resultados do seu trabalho em todos os domínios, tendo por referência a sua missão, os padrões de qualidade legalmente estabelecidos e a correspondente atribuição de uma escala de desempenho e a pontuação de avaliação e um nível de acreditação.

Referiu que o Executivo considera que a avaliação da qualidade do ensino é um instrumento imprescindível para regular o funcionamento do subsistema de ensino superior, como também como também para melhorar a sua qualidade.

Os documentos surgem fruto do processo de expansão que se verifica nas IES, em Angola, que exigem medidas pertinentes de avaliação de qualidade do ensino nestas instituições.

Lembrou que as primeiras referências à avaliação de cursos e de instituições do ensino superior datam dos anos 80, tendo sido produzido um diagnóstico pela comissão de reformulação em 1982, seguindo-se estudos realizados pela Fundação Calouste Gulbenkian (1987) e pela Fundação Gomes Teixeira (1996) sobre a Universidade Agostinho (UAN), ambos feitos por entidades externas.

O dispositivo conformador do sistema Nacional de Garantias da Qualidade do Ensino Superior pretende-se, sobretudo, instituir a cultura da qualidade no ensino superior, através da avaliação que assegura a melhoria contínua dessa qualidade afecta a todos os componentes do subsistema e conferir rigor e exigência aos processos institucionais.

Por sua vez, o director-geral do INAAREES, Jesus Tomé, informou que apresentação pública destes manuais de avaliação completa um conjunto de iniciativas que o Governo angolano tem realizado, no âmbito do sistema nacional de construção do sistema nacional de garantias de qualidade.

Nos manuais estão definidos que quem vai avaliar são as comissões externas de avaliação, que serão constituídas por despachos ministeriais, onde constarão membros da sociedade académica ou científica, visando o rigor, transparência e isenção que se pretende.

Os manuais contém 11 indicadores, 57 padrões de qualidade e 156 critérios de verificação para se puder aferir a qualidade do ensino superior, devendo o processo de avaliação ser gradual com objectivo de trabalhar-se para melhorar o sistema nacional de ensino e permitir que as instituições constem no ranking mundial sobre a qualidade de ensino.

Fonte: ANGOP

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui