Início Saúde e Bem Estar Síndrome de Down: Reflexão global sobre inclusão marca Dia Mundial

Síndrome de Down: Reflexão global sobre inclusão marca Dia Mundial

4
0

As Nações Unidas marcam neste 21 de março o Dia Mundial da Síndrome de Down.

Este ano, a data celebra a conclusão da campanha de reflexão global em que usuários de redes sociais expressam o significado da inclusão de pessoas vivendo com a condição na sociedade com a hashtag #InclusionMeans.

Cromossomo 21
A iniciativa promove uma interação com ideias, experiências e conhecimentos sobre a doença cromossômica. A causa é um cromossomo 21 a mais, que resulta em deficiências físicas e intelectuais.

Orientações médicas e sistemas de apoio favorecem participação dos pacientes na realização de seu potencialONU/Paulo Filgueiras
Orientações médicas e sistemas de apoio favorecem participação dos pacientes na realização de seu potencial

Outro propósito da campanha foi incentivar habilidades para a defesa da igualdade de direitos das pessoas que vivem com a condição.

A taxa global de nascimentos de bebês com a síndrome de Down é de um entre mil ou até 1,1 mil nascidos vivos.

As Nações Unidas estimam que entre 3 mil e 5 mil crianças venham ao mundo com a condição por ano.

Social
Ao destacar a interação global, a organização também busca alcançar os principais envolvidos na questão para que “promovam mudanças positivas” em relação ao tema.

Na proclamação da data, observada há uma década, a Assembleia Geral defendeu a conscientização pública sobre a síndrome de Down junto a Estados-membros, organizações internacionais, sociedade civil e setor privado.

Taxa global de nascimentos de bebês com a síndrome de Down é de um entre mil ou até 1,1 mil nascidos vivosPnud/Danielle Villasana
Taxa global de nascimentos de bebês com a síndrome de Down é de um entre mil ou até 1,1 mil nascidos vivos

A ONU ressalta que atualmente é possível melhorar a qualidade de vida de pacientes com síndrome de Down, se suas necessidades de saúde forem atendidas.

Cuidados
Os cuidados incluem realizar observações regulares com profissionais do setor para “acompanhar a condição mental e física e fornecer intervenção oportuna nos campos de fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, aconselhamento ou educação especial.”

O cuidado e apoio oferecidos pelos pais a seus filhos com síndrome de Down são essenciais para assegurar que tenham uma melhor qualidade de vida.

A continuidade das orientações médicas e os sistemas de apoio baseados na comunidade, como educação inclusiva em todos os níveis, também são fatores que favorecem a participação dos pacientes que convivem com o transtorno na sociedade e na realização do próprio potencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui