Início Noticias Educação Professores de língua portuguesa e de matemática capacitados em Luanda

Professores de língua portuguesa e de matemática capacitados em Luanda

30
0

Um total de 35 professores do ensino geral e técnicos do Instituto Nacional de Avaliação e de Desenvolvimento da Educação (INADE) concluíram a formação de reforço e capacitação nas áreas do ensino da língua portuguesa e da matemática no contexto escolar, em Luanda.

Noruegueses ajudam na formação do professor Angolano
Noruegueses ajudam na formação do professor Angolano

Professores noruegueses da Universidade de Ciência e Tecnologia da Noruega, ministraram a formação, no âmbito do memorando assinado entre os dois países, para implementação do Programa Nacional de Formação e Gestão do Pessoal Docente.

Danyal Farsani, um dos professores noruegueses, disse que há muito por se fazer para melhorar o ensino da matemática em Angola e recomendou mais actividades científicas que visam aumentar as competências dos professores.

“Há ainda um espaço grande para mudar no que tange ao ensino da matemática aqui em Angola, como por exemplo, começar por treinar os professores, criar mais workshops e apostar em livros escolares para gerar mais conhecimento, e também em publicações académicas”, sustentou o professor.

Os estudiosos noruegueses acreditam que a aposta do Executivo em formar quadros docentes é uma iniciativa louvável que, ao seu tempo, irá mudar o sistema de ensino angolano.

Lennart Jolle, outro professor norueguês, que partilhou os seus conhecimentos sobre literacia, frisou que apesar de ser um processo a melhoria efectiva da qualidade do ensino no país, a troca de experiência com os professores angolanos permitiu muita aprendizagem para os dois lados.

“Juntos temos aprendido um com outro, e a partir da visão ou perspectiva norueguesa temos estado a mostrar e partilhar o nosso conhecimento sobre literacia e matemática. Achamos que essa interligação é muito frutífera e notamos isso também a partir dos nossos participantes”, disse Lennart Jolle.

Os professores e técnicos angolanos que participaram na formação consideraram positiva a interação e a troca de experiência com os professores estrangeiros.

Para a professora do Magistério Primário, Suzana Diogo, a formação trouxe técnicas inovadoras que vão permitir ao aluno resolver os exercícios matemáticos com satisfação e ainda desmistificar a ideia de que é uma disciplina difícil de se aprender.

“Terminamos com o ensino da matemática na resolução de problemas e pensamos que é a base fundamental para que os alunos possam aprender de forma mais leve e sem pressão do professor dentro da sala de aula. Acreditamos ser uma forma simples de ensinar os alunos a base da experiência que já trazem a partir de casa”, referiu a professora afirmando ter sido proveitosa a formação.

Com muita vontade e mais formação, Suzana Diogo acredita que os professores podem mudar o paradigma do ensino da matemática no país Angola.

Por sua vez, o professor e técnico do INADE, Jorge Dias Veloso, considerou uma boa iniciativa a capacitação dos profissionais do sector da Educação, uma vez que agrega valor ao que tem sido feito.

“Vem agregar valor, no sentido de nos tornarmos mais capazes de resolver problemas que estão identificados, cuja solução já se tem buscado. Mas é claro que com esse reforço as soluções ganham outro nível, acrescentou.

Adelina Mungongo, também professora e técnica do INADE, enalteceu o plano de formação e apelou aos profissionais da Educação a colocarem em prática todo o conhecimento aprendido.

“Temos boas políticas, temos tudo quanto precisamos para a implementação. O que falta mesmo é a prática dos conteúdos, tirarmos da teoria para a prática. Porque se mantermos as coisas na teoria, nunca vamos avançar. E se pretendemos um ensino de qualidade temos que praticar”, argumentou.

O professor Nelson Joaquim, da Escola Pedagógica do Bengo, terminou o curso com a ideia de que começa agora a preparação de um futuro de excelência para o sistema de ensino angolano.

“Pensamos que é um caminho que estamos a dar e que futuramente podemos ter um currículo excelente para que a matemática seja um guia fundamental para o processo de ensino e aprendizagem”, disse.

A formação de professores do ensino geral das disciplinas de língua portuguesa e matemática e dos técnicos do Instituto de Avaliação e de Desenvolvimento da Educação aconteceu de numa das salas do Ministério da Educação entre os dias 16 e 19 de Novembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui