Início Sugestão de Leitura AVALIÇÃO DE DESEMPENHO & SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

    AVALIÇÃO DE DESEMPENHO & SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

    94
    1

    A avaliação de desempenho é, numa perspectiva não formal, um processo intrínseco a qualquer organização humana e, numa perspectiva formal, um desafio de todas as organizações hodiernas.

    As empresas actualmente têm a mesma oportunidade de possuir a tecnologia que quiserem para o incremento das suas actividades económicas. Todavia, o elemento que poderá distinguir umas das outras já não será meramente a tecnologia, mas também o desempenho dos seus colaboradores e a maneira como cada uma vai gerir o seu capital humano.
    Nesse sentido, é fundamental medir o desempenho dos colaboradores na intenção de manter a vantagem competitiva, aferir quem de facto tem contribuído e se vale mesmo mantê-lo na organização, pois a avaliação de desempenho também permite aferir se o objectivo pelo qual a empresa foi criada está a ser atingido fruto do engajamento dos seus colaboradores, embora se possam abrir parêntesis, na medida em que poderá existir disparidade entre os resultados da avaliação do desempenho dos colaboradores e os resultados alcançados pela organização. E nesse último caso, os resultados não dependem apenas de factores endógenos (colaboradores, liderança ou condições de trabalho), mas também de factores exógenos, como as condições socioeconómicas da sociedade em que a instituição está inserida.



    A presente obra é consequência de um trabalho investigativo sobre satisfação de funcionários e gestores no âmbito da aplicação do processo de avaliação de desempenho no sector empresarial público, o qual surge da observância paulatina dos proces- sos de avaliação dos colaboradores implementados em algumas organizações, inclusive do sector público.

    AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO & SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS
    AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO & SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

    A avaliação de desempenho constitui actualmente um factor crítico para o sucesso das organizações, na medida em que ajuda a mensurar a contribuição individual do colaborador na organização. E algumas instituições modernas adoptaram esse processo formalmente, mas a sua execução tem sido motivo de questionamento por parte dos colaboradores, uma vez que os avaliados não sentem as suas consequências de facto. Porque não se potenciam e nem se tira proveito das vantagens efectivas inerentes à avaliação de desempenho, nem para a melhoria dos serviços nem para a promoção do desenvolvimento individual e nem para outros benefícios provenientes da ferramenta.

    Tal como sustentam Sarmento, Rosinha e Silva (2015), a avaliação do desempenho está necessariamente relacionada com a gestão da remuneração, o desenvolvimento da carreira e as necessidades de formação; logo, ao aplicar-se essa ferramenta, deve-se acautelar para que a mesma não produza efeitos contrários aos pretendidos…

    O livro estará disponível brevemente.

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui