A ambientalista angolana Fernanda Renée escreveu uma Carta Aberta ao Presidente da República, onde apresenta diversas ideias para o problema da recolha do lixo em Angola no geral e Luanda em particular.

Publicada na sua página do Facebook, a carta é a reação da ambientalista e mentora do Projecto Otchiva, á publicação hoje pelo Governo de Luanda, das empresas apuradas no concurso público para a recolha de lixo na cidade capital.

Segundo Fernanda Renée ” A recolha do Lixo em Angola desde que deixou de ser feita pelas Câmaras municipais e passou a ser feita por empresas privadas, o Lixo começou a enriquecer apenas um grupinho de pessoas detentoras das empresas prestadoras destes serviços e mais nada, a prova disto é que em 45 anos de independencia, o lixo, um assunto muito basico para qualquer Nação, ainda é um problema em Angola, infeizmente.”



Segundo a mesma ” O Governo de Angola até agora tem gasto milhões em dinheiro apenas com a recolha do lixo, dinheiro este que poderia ser gasto com a Gestão efectiva dos resíduos”.

Questiona as razões de ” Não retoma-se com os serviços das camâras municipais, onde via-se jovens, mulheres e senhores adultos, nossos pais, tios e avós a trabalharem neste programa, e nunca tinhamos problemas com o lixo nas nossas cidades? Será que é propositado fazer ricos alguns grupos com o dinheiro do lixo? queremos acreditar que não”.



Recorda o Presidente que no ultimo encontro com a Juventude, o Presidente havia afirmado ” Que o lixo não pode ser problema, mas sim solução, e que esta solução passaria pelo aproveitamento do lixo” e questiona as razões que levam o governo em continuar a canalizar as verbas do lixo para a recolha apenas? Então porquê que o Sr. Pr, não investe em transportes para as camaras municipais, já que as “verbas são escassas”, e promove infraestruturas de aproveitamento dos resíduos, que seriam implementadas e geridas por estas empresas privadas? Aí sim concordariamos e era o mais certo, pois elas trariam as tecnologias e o investimento, e o Governo, Angola e a população sairam a ganhar”.



Aconselha o Presidente a rever as instituções que velam pelas politicas do sanemamento básico de Angola, porque se existe um Sector do Ambiente, e uma Agência Nacional de Resíduos, não se justifica de forma alguma que outras Instituições como o Ministério do Planeamento têm dado a “cara” agora para o assunto do lixo, como ja vimos algumas vezes o Ministério da energia e aguas a tratar do mesmo assunto. Pensamos nós que não é bom Sr Presidente, que um filho tenha muitos pais, pois niguem acaba por cuidar ou acaba por ter educação diferentes”.



Apresentou em nome dos jovens angolanos a disponibilidade em ajudar o governo na resolução do problema do lixo,” Nós Jovens angolanos estamos aqui para ajudar Angola e as politicas de sanemaneto do Executivo, pois não temos duvidas algumas que com esta decisão que o Sr. Pr acabou de tomar em insistir outra vez em investir em empresas para a recolha do lixo apenas, a problematica do lixo termine, muito pelo contrário, FARÁ APENAS NOVOS MILIONÁRIOS”.

” O lixo ja não pode ser um probelma em Angola, para o bem de Angola, de todos e das gerações futuras” Finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui