Início Sociedade COVID-19: ANGOLA RECUPEROU 15.631 PACIENTES

COVID-19: ANGOLA RECUPEROU 15.631 PACIENTES

113
0

O país registou dois óbitos por COVID-19 nas províncias de Luanda e Cuanza Norte, 82 novas infecções e 119 pacientes recuperados nas últimas 24 horas.

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, na sessão de actualização de dados, informou que 52 casos positivos foram notificados na província de Luanda, 10 no Moxico, cinco no Zaire, quatro no Bié, três em Benguela, igual número no Uíge, dois na Lunda Norte e um caso nas províncias de Cabinda, Cuando Cubango e Lunda Sul, respetivamente.

Os novos infectados, dos quais 49 do sexo masculino e 33 do sexo feminino, têm idades compreendidas entre oito meses e 75 anos.

As localidades mais acometidas em Luanda são Belas, Cacuaco, Cazenga, Ingombota, Kilamba Kiaxi, Talatona, Maianga, Samba e Viana.

Dos 119 pacientes recuperados, 82 estão em Luanda, 19 no Zaire, 12 no Bié e seis no Cuando Cubango. As idades variam de 21 a 61 anos.

Com os dados desta quarta-feira, o país passa a ter 18.425 casos positivos, dos quais 424 óbitos, 15.631 recuperados, com uma taxa de recuperação de 84.8 por cento, e 2.370 activos, menos 39 em comparação ao dia anterior.

Do conjunto de activos, 10 estão em estado crítico, oito graves, 82 moderados, 101 com sintomas leves e 2.169 assintomáticos.

Em todo país, os centros de tratamento da COVID-19 estão a seguir 201 pacientes.

Ainda nas últimas 24 horas, os laboratórios processaram 1.343 amostras, das quais 82 positivas, dando uma taxa diária de positividade de 6.1 por cento. O registo acumulado de amostras processadas, até ao momento, é de 327.046. Deste número, 18.425 são positivas, correspondente a uma taxa cumulativa de positividade de 5.6 por cento.

Os centros de quarentena institucional estão a seguir 161 pessoas e registaram duas altas nas últimas 24 horas, sendo uma no Cuando Cubango e a outra na Lunda Norte. Sob vigilância epidemiológica estão 3.358 contactos directos e ocasionais dos casos positivos.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 55 chamadas para pedidos de informação sobre a COVID-19, e a equipa de saúde mental e de intervenção psico-social assistiu 25 utentes, 25 profissionais de saúde e 52 famílias. Outras 36 pessoas tiveram apoio psicológico através das linhas telefónicas para o efeito.

No âmbito do processo de testagem nos pontos de entrada e saída de Luanda, as autoridades sanitárias testaram 938 utentes, sendo 771 do sexo masculino e 167 do sexo feminino. Deste conjunto, 106 estão reativos, dando uma taxa de exposição ao vírus de 11.3 por cento.

Entre os reativos, dos quais 94 IGG, cinco IGM e sete IGG/IGM, não foi encontrado nenhum caso positivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui