Celebrado todos os anos em 10 de novembro pela UNESCO, o Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento destaca o papel importante da ciência na sociedade e a necessidade de envolvimento de um público mais amplo nos debates sobre as questões científicas emergentes.

A data também sublinha a importância e a relevância da ciência em nosso dia-a-dia.

Em 2020, em uma época quando a pandemia da COVID-19 demonstrou ainda mais o papel fundamental da ciência em tratar dos desafios mundiais, o foco do Dia Mundial da Ciência está na ciência para e com a sociedade.

Ao longo dessa crise de saúde e saneamento sem precedentes, a UNESCO tem se empenhado em trazer a ciência para mais perto da sociedade e apoiar as colaborações científicas internacionais essencialmente necessárias.

Do ponto de vista da ciência, a resposta da UNESCO à COVID-19 está estruturada em torno de três pilares principais: promoção da cooperação científica internacional, garantia de acesso à água e apoio à reconstrução ecológica.

Ao aproximar a ciência à sociedade, a data visa garantir que os cidadãos se mantenham informados sobre os desenvolvimentos da ciência. Além disso, enfatiza o papel que os cientistas exercem em ampliar a nossa compreensão sobre nosso planeta notável e frágil que chamamos de lar e em fazer nossas sociedades mais sustentáveis.

O QUE A UNESCO FAZ PELA CIÊNCIA PELA PAZ E O DESENVOLVIMENTO

Promoção da cooperação internacional científica:

Para enfrentar a pandemia da COVID-19, é imperativo fortalecer a cooperação científica internacional e nacional, bem como o diálogo entre cientistas, formuladores de políticas, médicos privados, indústrias e profissionais de saúde, sociedade civil e o público em geral.

Tudo isso exige acesso aberto ao conhecimento científico, compartilhamento de dados e políticas e tomadas de decisão baseadas em evidências, além de uma transição urgente para a ciência aberta em todo o mundo.

Melhoria do acesso à água e ao saneamento:

O acesso à água limpa e segura e ao saneamento é fundamental e indispensável para evitar a propagação da COVID-19 e para combater a pandemia.

A UNESCO fornece aconselhamento científico e técnico e oferece capacitação sobre políticas em água inclusivas e baseadas em evidências, e sobre gestão sustentável dos recursos hídricos para garantir o acesso à água limpa e segura e ao saneamento para todos.

Apoio à reconstrução ecológica:

A pressão sobre a biodiversidade e seus habitats naturais favorecem o surgimento de zoonoses como a COVID-19. Mais do que nunca, é necessário repensar as ligações entre as pessoas e a natureza.

Os locais designados pela UNESCO, como as Reservas da Biosfera e os Geoparques Globais da UNESCO, são ferramentas poderosas para aproximar as pessoas da natureza, testando e aplicando abordagens integradas para a conservação da biodiversidade e uso sustentável e desenvolvimento sustentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui