Início Meio Ambiente Setembro de 2020 foi o mais quente da história

Setembro de 2020 foi o mais quente da história

278
0

Se durante os últimos dias tem sentido o clima muito quente e, em consequência disso muito calor, saiba que, não está sozinho nessa situação, pois as temperaturas andam muito alta pelo mundo e,o mês de Setembro de 2020 foi considerado o mais quente de toda a história, segundo um relatório do Programa Copernicus, divulgado hoje pela Euro News, um resultado que possivelmente terá o mês de Outubro, dado o calor que está a fazer.

Setembro de 2020 foi o mês mais quente da história

Segundo aquela órgão de comunicação social que citava a conclusão do relatório do Programa Copernicus, “Nunca o mês de Setembro foi tão quente como em 2020…e não faltam motivos para alarme. De acordo com os dados divulgados, a temperatura global de setembro foi 0,63 graus Celsius superior à média para o período entre 1981 e 2020 e se nos limitarmos ao território europeu, o desvio da média foi de 1,8 graus Celsius”.

Segundo o relatório citado, não há margem para dúvidas, pois, o aquecimento global está por trás dos fenómenos meteorológicos extremos que se verificam, desde as inundações aos incêndios cada vez mais intensos e que, os últimos cinco anos foram os mais quentes já registados e 2020 está no bom caminho para um novo recorde, ameaçando cada vez mais a meta estabelecida no Acordo de Paris.

Foto : Euro News

Conforme o mesmo relatório, o gelo tornou-se um bem cada vez mais escasso no Oceano Ártico e o nível atingido no mês de setembro foi o segundo mais baixo da história. A região ártica é aquela onde a temperatura tem vindo a subir mais rapidamente do que em qualquer outro ponto do planeta.

O Copernicus é um programa de observação da terra da União Europeia, coordenado e gerenciado pela Comissão Europeia em parceria com a agência espacial europeia e os Estados membros da UE e o as agências da união europeia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui